Publicado por: webcinco | agosto 25, 2009

“Ícones do Design – França / Brasil” no Museu da Casa Brasileira (MCB)

De 14 de agosto a 20 de setembro de 2009.

De terça a domingo, das 10h às 18h.

 (Fonte: Museu da Casa Brasileira)
Divulgação

Divulgação

 Como parte das comemorações do Ano França-Brasil, a exposição reúne 22 produtos de cada país e apresenta obras realizadas por designers franceses e brasileiros desde o início do século XX, como a Chaise longue LC4, de Le Corbusier, Pierre Jeanneret e Charlotte Perriand; a calçada de Copacabana, com redesign de Roberto Burle Marx; a caneta Bic; as sandálias Havaianas; o espremedor de frutas Juicy Salif, de Philippe Starck; e a poltrona Mole, de Sergio Rodrigues.
 
Com curadoria do francês Cédric Morisset e da brasileira Adélia Borges, a mostra destaca a presença do design no cotidiano das pessoas e propõe a reflexão sobre a presença dos objetos na construção da memória individual e coletiva, e questiona sobre o que confere a um objeto o título de ícone.

Divulgação

Divulgação

“Os ícones sempre provocam a adoração tanto quanto o ódio”, afirma o curador francês, que indaga: “O que confere o estatuto de ícone a um objeto? A história? O sucesso comercial? A notoriedade? A escolha e o reconhecimento dos aficionados?”. Sua resposta: “Sem dúvida, tudo isto simultaneamente. Mas também, sem dúvida, a capacidade do objeto de marcar simbólica e visualmente a sua época, ao mesmo tempo em que relega seu valor de uso a uma posição secundária”.
 

Em seu trabalho de curadoria, Adélia Borges afirma ter privilegiado os produtos que apresentaram no decorrer dos anos uma grande penetração no dia-a-dia dos brasileiros e aqueles cuja criação foi importante para a história de nosso design. “O amplo espectro dos segmentos envolvidos na mostra dá uma idéia da extensão da presença do design no dia-a-dia da vida das pessoas, e da capacidade que os objetos têm de expressar o tempo e o lugar em que são feitos, comunicando-se com seu público para além de sua estrita funcionalidade”, diz.

Já Cédric destaca que “a mostra apresenta símbolos marcantes da criação francesa e sua capacidade de quebrar os códigos estabelecidos, reinterpretá-los, de estar bem com seu tempo ou de antecipar sua época, com a mesma vontade de servir, de seduzir e de surpreender”. Também pretende questionar a relação com a imagem mais onipresente do que nunca no universo do design, bem como em nossas sociedades ocidentais de uma forma muito mais ampla.

Divulgação

Divulgação

O MCB funciona de terça a domingo, das 10h às 18h

Ingressos: R$ 4,00 Estudantes: R$ 2,00
Domingos e feriados: gratuito

Agendamento de visitas monitoradas: 3032-2564
Acesso a pessoas com deficiência.

 Museu da Casa Brasileira

Endereço: Avenida Brig. Faria Lima, 2705. Jd. Paulistano – São Paulo – SP.
Como chegar >>
Telefone: 11 3032 3727.
Atendimento: terça a domingo das 10h00 às 18h00.
Site: www.mcb.sp.gov.br
E-mail:
Obs.:

Programação sujeita à alteração, antes de sair de casa confirme datas e horários.

Para mais dicas de cultura e lazer, acesse: É Grátis

logo_pequeno3

 Postado por Ana Carolina Domingues

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: